foi adicionado ao seu carrinho de compras.

Carrinho

Que a indústria bélica norte-americana investe somas astronômicas de dinheiro no tal orçamento de defesa, isso não é novidade para ninguém. Só em 2015, os Estados Unidos investiram 596 bilhões de dólares, contra 215 bilhões da China[1], segundo colocado.

Mas investir na pesquisa parapsicológica com intuito de emprego militar é realmente surpreendente. Além do programa financiado pela CIA nos anos 70, o FBI também parece ter se interessado nos poderes da mente humana há mais tempo, principalmente quando o objetivo era obter informações sobre um fenômeno que escapa de longe a compreensão dos mais céticos: o fenômeno UFO. Ao menos é o que demonstra um documento recentemente liberado no site do órgão de inteligência americano. Nele, fica claro o uso de um “sensitivo” para obtenção das informações que compõem o relatório que reproduzo na página seguinte.

Veja que curioso. O documento liberado pelo FBI surpreende ao reconhecer, logo em sua introdução: “os dados aqui obtidos pelos chamados meios paranormais […] [2]. Ora, seria esta uma evidência de que o FBI faz uso de recursos paranormais ou de sensitivos para obtenção de informações sobre o fenômeno ufológico?

O que mais me surpreende é o conteúdo do relatório, porque as informações apresentadas sugerem estreita similaridade com as descrições feitas pelo Gal. Uchoa em sua obra Mergulho no Hiperespaço.

“Parte dos discos leva tripulações, outros estão sob controle remoto.”

“Esses visitantes são como humanos, mas muito maior em tamanho.”

“Eles NÃO são pessoas desencarnadas da Terra, mas vêm de seu próprio mundo”

“Eles NÃO vêm de nenhum “planeta” como nós usamos a palavra, mas de um planeta etérico que interpenetra com o nosso e não é perceptível para nós.”

“Os corpos dos visitantes, e também a nave, “se materializam automaticamente ao entrar na taxa vibratória de nossa matéria densa. (Cp. Aportes.)”[3]

Repare que o relator do documento ainda faz um caput com a palavra APORTES, que é o termo em inglês para o transporte de objetos realizado por espíritos durante uma sessão de materialização. Esse fenômeno, que consiste no aporte espontâneo de um objeto que não está no lugar onde nos encontramos, é, sem dúvida, um dos mais extraordinários entre os apresentados pelas manifestações espíritas, e também um dos mais raros.[4] Ora, seria possível supor que, o que os espíritos fazem pela força do pensamento, os visitantes de fora do planeta Terra o fazem pela tecnologia que alcançaram?

Mais adiante, o documento ainda afirma:

“Os discos possuem um tipo de energia radiante, ou um raio, que irá facilmente desintegrar qualquer nave atacante. Eles reentram o etérico à vontade, e assim simplesmente desaparecem de nossa visão, sem deixar rastro.”[5]

Muito além do teor das informações apresentadas pelo relatório do FBI, eu fico com a seguinte pulga atrás da orelha: se a própria agência de inteligência americana faz uso de habilidades paranormais para melhor compreensão e contato com o fenômeno ufológico, não seria óbvio pensar que o desenvolvimento dessas habilidades é fundamental para que um contato mais amplo com tal realidade ocorra? A própria história do General Uchoa parece dizer que SIM. Desde cedo o militar brasileiro sempre se interessou pela metafísica. Professor catedrático de Mecânica Racional da Academia das Agulhas Negras,  estudou por muitas décadas o que chamava “espiritismo científico” com a aplicação e desenvolvimento de habilidades paranormais, sobretudo no que dizia respeito a fenômenos de materialização de espíritos e cura pela força da mente. Só depois de muita dedicação a essas disciplinas foi que, atraído pelo fenômeno UFO, Uchoa começou as pesquisas de campo, na fazenda Córrego do Ouro, em Alexânia – GO. E é ali, em campo, que percebe que todo o seu aparato de experiências transcendentais dentro da parapsicologia serviria como base para o estabelecimento da comunicação mental com os seres extraterrestres que se manifestariam para ele e para um seleto grupo de pessoas.[6]

Abraço grande! Sempre avanti!
Che questo è lá cosa piú importante!

J.

Este artigo integra o conteúdo do e-book Exoconsciência, disponível gratuitamente para download à todos os membros iniciados do Círculo. Clique aqui para baixar o seu em PDF.

[1] Espionagem mental – Revista Super Interessante – 31 out 2016 – Publicado em 30 abr 2005.

[1] Stockholm International Peace Research Institute – 2016 Fact sheet – SIPRI Military Expenditure Data Base.

[2] Fonte: https://vault.fbi.gov/UFO – Consulta em 23 de julho de 2017.

[3] Fonte: https://vault.fbi.gov/UFO – Consulta em 23 de julho de 2017.

[4] Revista Espírita – Jornal de estudos psicológicos – 1861 > Maio > Fenômenos de transporte

[5] Fonte: https://vault.fbi.gov/UFO – Consulta em 23 de julho de 2017.

[6] Para mais informações sobre as experiências de Alexânia, recomendo que o leitor assista ao documentário NO MEIO DE NÓS, disponível em YouTube.com/Pozati

Juliano Pozati

Quem escreveu Juliano Pozati

JULIANO POZATI É ESCRITOR, DOCUMENTARISTA E ENTUSIASTA DE NOVAS IDEIAS QUE INSPIREM A SUPERAÇÃO DE PARADIGMAS OBSOLETOS NAS ÁREAS DE CIÊNCIA, FILOSOFIA, ESPIRITUALIDADE E EXOCONSCIÊNCIA.

Mais posts de Juliano Pozati

Faça seu comentário abaixo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.