A mente precisa de ritmo

ritmo

Como criar uma atmosfera que ponha ritmo na sua mente e no seu dia a dia.

Eu gosto de falar sobre meditação e sintonia do ponto de vista pragmático de quem está aqui na terceira dimensão. Não é ir lá para as montanhas do Tibet ou estar no meio do mato com cachoeiras. Isso tem seu valor, mas falo de quem tem filhos para criar, família para cuidar, prazos, metas, trabalho, cachorro, papagaio… Por isso, sempre procuro criar táticas de conexão com o dia a dia de cada um de nós.

Existe um erro comum que se comete ao conduzir processos de meditação e sintonia, seja para si mesmo, para uma pessoa/cliente ou em grupos, que é a falta de ritmo.  O estado de presença proporciona um mergulho em si mesmo que reorienta nosso foco consciencial. Deixamos de olhar para o mundo em três dimensões e olhamos para o mundo espiritual que nos cerca.

Sem ritmo você não entra num estado de foco consciencial.

E por isso você precisa da noção de consistência ao longo do tempo. Ou seja, a reafirmação constante, dentro de um período de tempo, daquilo que você está direcionando seu foco.

Exemplo: Você escolhe um momento, de acordo com sua vida, em que vai praticar a meditação. Não importa se são 2 minutos, 20 min ou 1 hora. O importante é que nesse momento você vai precisar de ritmo.  Tudo que quebra o ritmo da sua mente precisa ter a influência reduzida. Escolha o tempo e o momento viável. Desligue o celular. Avise as pessoas na volta, dento do possível.  Porque, cá entre nós, praticar meditação nos cumes do Tibet é uma coisa. Mas na zona norte de São Paulo é outra.

Você tem que olhar para a sua vida e saber qual é o ritmo possível. Viver esse ritmo dentro do bloco de tempo escolhido e desenvolver continuamente.  Eu sei que temos situações na vida que pedem a nossa atenção. Mas também temos os sabotadores de ritmo (celular, lista de tarefas etc…).

Atmosfera de sintonia

Seja para você mesmo, para alguém ou na condução de um grupo, crie um clima adequado, uma atmosfera de sintonia. O tom de voz ameno, a luz mais baixa, uma música de fundo. Tudo isso precisa ser encadeado para que a mente se encaixe nessa atmosfera.  Cuidar disso é essencial, porque o que quebra o ritmo, quebra o fluxo mental.  

E assim você cria seu jeito, seu momento, e ultrapassa o paradigma culto, clero, dia e templo. Não seja tão exigente com você de maneira que inviabilize. Mas também não seja relapso. Crie seu próprio ritmo.

Quando a gente traz a exoconsciência para o eixo da vida, tudo que a gente faz a partir da consciência espiritual é meditação e sintonia.

Não é que uma situação tenha mais valor que outra. Mas existe o aspecto interior, com os fenômenos internos; e os aspectos de valores, praticados em atitudes no mundo.

Ou você acha que cuidar do seu filho, por exemplo, é menos espiritual que meditar?

Foi assim que comecei a perceber que existe prática de espiritualidade e tudo. O que não podemos é perder a consciência espiritual. E assim aprendemos que tudo na vida pode ser um momento de sintonia.

Busque o balanço entre o mundo interior e o exterior. Entre o que é fenômeno e o que prática de valores e atitudes todos os dias da vida.

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati


Esse foi um dos temas das lives diárias que o Juliano está fazendo sempre às 11:11. Confere toda a playlist no YouTube.


Respostas