Ao perceberem a vibração, entrem no fluxo! (Reunião 50)

Participantes: Iasmine, Juliano, Priscila e Rafael
Data:
6 de dezembro de 2018

COMUNICAÇÕES

Psicografias

Minha querida Jundiaí
Dos teus mapas sois imensa
De tuas plantas sois o verde
Mas além das belezas

A energia é o que nos encanta
Seus cristais em sua serra se escondem
Mas a vibração não se pode apagar
Essa que podemos sentir

E com amor celebrar
Te amo, Jundiaí
E aqui eu vou estar
Em teu berço eu nasci

Em tuas ruas me criei
Em teus paralelepípedos brinquei
Como qualquer outro dos seus
Seja a porta do novo mundo,

A morada da nova terra
Vejam Jundiaí
A nova casa física do nosso projeto
Que é um só

_________________

Olá irmãos, que felicidade aqui estar. Lindo é ver a infinidade de espíritos que se reúnem para esse encontro. São milhares de espíritos trabalhando nesse projeto. Somos uma equipe fortalecida para trabalhar para a transição. Que felicidade! Que alegria encontrar pessoas tão comprometidas com a causa. Como é bonito de se ver.

_________________

Ao perceberem a vibração, entrem no fluxo! Sejam felizes, porque a felicidade é capaz de afastar todas as energias densas que se encontra no caminhar. Amém


Francisco: Boa noite a todos! Fizemos questão de estar aqui com vocês para esta noite especial de consagração do novo lar. Novos corações unidos compõem o novo lar e cá estamos, pois que somos amigos também. Juliano, troca de lugar com Priscila para ajuste energético.

Otto: Open house tem disso. (Risos)


Joseph: Sua pouca disposição é também pelo que acontece agora à noite. Na próxima semana, nosso Chico está indo ao ar! Reforce a oração e os momentos de sintonia, caro amigo Pozati. Abraço fraterno do amigo.


Olívia: Queridos, não desanimem com as dificuldades operacionais na prática do bem. Lembrem-se que este ainda é um mundo trevoso de densa psicosfera, mas a luz há de brilhar! Sustentem a chama. Luz para o mundo é o que somos chamados a ser. Com amor.

Priscila: Essa foi pra mim porque as meninas não me passam as informações sobre a doação, mas é que todo mundo está doando essa época do ano, então elas ficam tendo que atender todo mundo.

Juliano: Aliás, Olívia, eu queria sugerir que passássemos essa doação para o meio do ano, quando não tem ninguém doando, ninguém lembra que tem pobre.

Olívia: De acordo.


Julieta: Sempre estivemos com vocês, sempre iremos estar. Não tem nós e vocês, não tem aqui e aí. O que tem somos nós, o que há é o agora. O resto é ilusão.


Priscila: Eu gostaria de saber se estamos tomando a decisão certa pegando esse escritório?

Otto: Este passo materializa a tela mental do Pozati de meados de abril de 2017. Ali a tela foi formada e, ao que nos parece, pode justificar os prazos previstos pela pleiadiana e, ao mesmo tempo, reforçar a emancipação da empresa e do Círculo como parte de um Todo, mas cada qual com sua singularidade e autonomia crescentes.


Francisco: Faz fluir de acordo com o lugar em que o coração bate mais forte – essa é a bússola do propósito.


Juliano: Estou sentindo o Dom Amaury.

Iasmine: Achei que a psicografia podia ser deles. Tem alguma recomendação específica para a aula de sábado? Boas práticas para esse evento?

Francisco: Basta a sinceridade do coração e o céu se abre.


Juliano: Pessoal, gostaria de perguntar sobre tornar público as reuniões mediúnicas. Como está essa programação?

Francisco: Nessas férias.

Juliano: Como fazer? Posts, e soltando devagar, é isso?

Francisco: Certamente. Pode começar pelos poemas e poesias, mas preservando as datas das reuniões nos posts, para facilitar a consulta. Que seja um acervo com a finalidade de inspirar e iluminar o caminho do movimento. Será o diário espiritual do Círculo.

Priscila: Eu visualizei o livro impresso já das reuniões 2019.

Juliano: Meu receio é que nosso estado normal se afete com isso.

Iasmine: Acho que não, o que for de pessoal nosso não precisa ser publicado.


Otto e Francisco: Fiquem na paz. Rafa, seja bem-vindo sempre.

Respostas