Campos de Força – O que são? Por onde andam? Como criá-los?

O campo de força tão falado pelos apômetras – quem trabalha com apometria – é uma estrutura geométrica formada pelo indivíduo e/ou indivíduos que conseguem controlar, de forma consciente, a sua força mental e a direcionam para a construção dessa estrutura. O campo de força serve de defesa, contenção e também de anteparo energético.

Para que você possa entender exatamente o conceito de campo de força e como ele se aplica, é preciso que já tenha lido o artigo anterior: “Somos o que pensamos”.

Basicamente falamos que podemos criar o que quisermos no plano extra físico a partir da nossa força mental. É preciso muito treino, exercício e também trabalhar a nossa educação emocional para nos tornarmos capazes de gerar energia suficiente para a formação de um campo de força eficiente e com uma função.

Na apometria, atualmente, a estrutura mais utilizada para os trabalhos é a pirâmide de base quadrada. Sim! Utilizamos conceitos da geometria tradicional e da sagrada para construir os campos de força, além disso, também são usadas as leis do metalismo e do magnetismo.

Mas saindo do universo técnico, qual é a função de um campo de força?

Basicamente é de criar uma proteção ou um anteparo energético no indivíduo, ambiente de trabalho, automóvel, lar e por aí vai. Qualquer pessoa pode aprender, treinar e criar este anteparo com alguns passos, mas é lógico que essa proteção vai estar diretamente ligada ao seu campo de força mental e emocional, ou seja, a sua qualidade, durabilidade e, consequentemente, a efetividade depende de como está a pessoa emocionalmente. Por exemplo: se você estiver com raiva, mágoa triste ou desejando vingança o seu campo de força não terá a mesma “qualidade” do que se você criá-lo com a energia do amor, mentalizando paz e proteção. Entende a diferença? A regra é o amor!

Imagino que você esteja se perguntando se, uma vez criado o campo de força, ele te protegerá de qualquer acesso externo, ataque ou processo obsessivo.

A resposta é não! O campo de força nada mais é do que um quantum de proteção (você se lembra do artigo anterior?), de força X, criado por você ou alguém que conhece o processo. Se for confrontado por uma força “X+1”, ele vai se romper.

O campo de força funciona como um anteparo ou um para-choque e pode atenuar o impacto de fontes externas que você venha a receber, servindo de proteção, como se fosse um capacete ou uma armadura.

Não é preciso ser espírita, umbandista, mandingueiro para criar um campo de força, nem pertencer a nenhuma religião, centro, igreja ou egrégora.  Ele vai se utilizar da sua força mental, da energia cósmica (fluído cósmico universal) e do seu próprio bioplasma (energia vital).

Se você quiser aprender mais formação de campo de força estude alguns conceitos da apometria. #ficadica

Artigos relacionados

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *