foi adicionado ao seu carrinho de compras.

Carrinho

A gente não conseguia imaginar a história de dedicação e amor da vida da Irmã Catarina quando, numa quinta-feira qualquer, em nossa reunião espiritual, ela surge pedindo ajuda para as suas obras sociais. Naquele momento, uma energia intensa fez a vibração do ambiente aumentar a ponto de arrepiar o corpo inteiro: estávamos na companhia de um ser de luz. A sua presença veio acompanhada de imagens de crianças brincando num pátio de chão de terra batida. Crianças essas, que realmente pareciam necessitadas e aí a emoção nos tomou conta.

Talvez todos vocês já tenham passado pela situação de se emocionarem ao ver crianças precisando de ajuda. É difícil não se comover com esses seres tão pequenos, tão puros, passando por necessidade. E com a gente não foi diferente.

Demoramos uns dias digerindo a ideia do que tinha acontecido. O pedido de Catarina clamava diretamente pela nossa ação de impacto do final do ano. Até aí tudo bem, tudo lindo, mas como saber onde encontrar a obra social por ela mencionada? Foi aí que fomos intuídos de que a informação viria de um dos membros do Círculo.

Foi por isso que fizemos esse vídeo aqui. Se você ainda não viu, dá uma conferida:

Depois de divulgarmos esse material, a Kalyne (membro do Círculo de Barretos) entrou em contato com a gente e sugeriu que talvez a Irmã Catarina que havia se comunicado conosco fosse a Irmã Catarina Troiani. Enviou-nos um breve texto sobre sua biografia que nos surpreendeu em cada detalhe pelas “coincidências”.

E lá fomos nós procurar sobre a obra, a freira, o convento e todas as ações em que elas trabalhavam. Convencidos de que as pistas apontavam para a Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias do Coração Imaculado de Maria (http://irfranciscanas.org.br/) agendamos uma visita ao convento delas, localizado em Amparo.

Nesse mesmo dia, curiosamente (ou não – risos) uma quinta-feira, na mesma reunião espiritual que falamos no início desse texto, recebemos novamente a visita da Irmã Catarina. Dessa vez a sua mensagem era ao mesmo tempo de agradecimento e de felicidade

Saudações em Cristo!
Eu vos agradeço por terdes prestado atenção em minha súplica.
Nossa obra em Amparo vos receberá com imensa alegria! Vós tereis no coração de minhas filhas para sempre um lugar especial. Bebereis no manancial de sua intercessão constante.
Avante sempre! Sempre avante!

Não é preciso nem dizer que fomos super bem recebidos ao chegar em Amparo. A Irmã Aparecida teve todo o cuidado em nos apresentar a obra da Irmã Catarina, contou a sua história e também nos disse que o local que mais precisa de recursos é o Hospital de Águas de Lindóia, único hospital da região, que atende milhares de pessoas por ano e que atualmente está com um déficit de 600 mil reais. Ainda que a nossa doação seja pequena, como a irmã mesma disse, qualquer ajuda é bem vinda!

E é essa a nossa história sobre a ação de impacto de final de ano. Para todos nós da organização do Círculo e também os membros que estavam na Aula Presencial não há dúvidas sobre a doação para o hospital, mas queremos ouvir você. Estamos juntos nessa? Deixe seu comentário.

Quem foi a Irmã Catarina?

Constância Domênica Antônia Troiani, posteriormente Irmã Maria Catarina de Santa Rosa de Viterbo, nasceu em Giuliano de Roma, Itália, em 09 de janeiro de 1813. Viveu tranqüilamente sua infância até os 6 anos de idade, quando, com a perda da mãe, foi acolhida no convento e escola “Santa Clara da Caridade” em Ferentino, para ser educada.

Aos 16 anos sentiu-se chamada por Deus e decidiu consagrar-se a Ele. Como religiosa, desenvolveu neste mesmo convento, o serviço de professora e secretária. Aos 22 anos ela foi intuída sobre o trabalho missionário que iria desempenhar, mas apenas aos 46 anos que ela o concretizou.

Em 1859 partiram da Itália seis missionárias rumo ao Egito. Desembarcaram em Alexandria e em setembro do mesmo ano seguiram para o Cairo, para trabalhar em um dos bairros mais pobres da cidade: Clot-Bey. Lá se dedicaram a várias iniciativas missionárias, entre elas a educação, o resgate de crianças escravizadas e rejeitadas e a promoção da dignidade da pessoa e da família.

Alguns anos depois, Irmã Catarina deu início ao novo Instituto, que logo obteve a aprovação da Igreja: hoje, Franciscanas Missionárias do Coração Imaculado de Maria que, no primeiro momento de fundação, eram chamadas “Irmãs Franciscanas Missionárias do Egito”.

Em seguida, a missão iniciada por ela cresceu e se desenvolveu em vários outros países da Europa, da Ásia, da América e da África. No ano de 1907 as missionárias chegaram ao Brasil, na cidade de Sacramento – Minas Gerais.

Desencarnou em 6 de maio de 1887. Estimada pela sua grande caridade, foi beatificada pelo papa João Paulo II no dia 14 de abril de 1985.

Para o povo do Cairo foi a “mãe dos pobres”, e pelas mulheres de lá, libertas da escravidão, ela foi chamado de “mãe branca”.

“O Senhor fez-me compreender que devo me ocupar da conversão de povos de além-mar”

Quer saber mais sobre as Irmãs de Amparo?
http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/09/27/irmas-franciscanas-missionarias-do-coracao-imaculado-de-maria/

Quando e onde será a doação?

Faremos a entrega simbólica da doação no dia 16 de dezembro (sábado), às 10h30 da manhã na Casa Provincial – Rua Carlos de Campos, 668 – Amparo, SP, numa cerimônia com as Irmãs Franciscanas Missionárias do Coração Imaculado de Maria.

Você tem interesse em ir? Mande um e-mail para circulo@pozati.com

Redação

Quem escreveu Redação

Mais posts de Redação

Participe da discussão sobre esta aula 6 Comentários

Faça seu comentário abaixo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.