Minha trajetória como facilitador de momentos de sintonia

sintonia

É na sintonia que nos comunicamos com a realidade dimensional sem palavras.

Sintonia, para nós aqui no Círculo, é um estado mental que você escolhe estar ao definir um foco consciencial. Também é o primeiro passo de uma jornada de expressão exoconsciente. O termo sintonia é do nosso orientador espiritual, General Alfredo Moacyr de Mendonça Uchôa. Acrescentamos à sintonia o conceito de exoconciência, da Dra. Rebecca Hardcastle, norte-americana, PhD e fundadora do Institute for Exoconsciousness.

A sintonia exoconsciente leva à cocriação com seres e humanidades multidimensionais por meio da sequência: sintonia > conexão>comunicação>cocriação. Essas são todas habilidades naturais do ser humano que começamos a despir das cascas religiosas. Porque nossa estrutura orgânica, física e multidimensional se expressa a partir do ponto de vista cultural.

O evangélico é movido pela ação do espirito santo;
O católico carismático, sobre a unção de Deus;
O médium espírita, com a influência da espiritualidade;
O budista, num estado de iluminação…

Todos esses momentos, comuns em culturas e religiões do planeta, são a expressão de um único aspecto natural e orgânico que, no caso do nosso estudo, chamamos de sintonia exoconsciente.

E como eu comecei a fazer isso sem ser terapeuta ou psicólogo?

Nos últimos 20 anos, percebi o quanto esses momentos de sintonia auxiliam as pessoas a atingirem um patamar de consciência em que elas são capazes de reescrever episódios da própria história com mais amor. Desde o início da minha vida espiritual, no movimento católico carismático, vi muitas pessoas superarem dificuldades orgânicas, físicas e psicológicas a partir de momentos de sintonia. Mas fui me desconectando da questão religiosa. Fiz um movimento que hoje entendo que foi muito hermético, acabei tirando a crença religiosa dogmática de dentro de mim, tanto que tive um tempo de total descrença.

Mas como saí da igreja e comecei a fazer documentário de extraterrestre?

Como alguns já sabem, a reconexão com a espiritualidade cruzou meu caminho profissional com os documentários No meio de Nós e, depois, Data Limite. Com o lançamento de Data Limite, me propus a fazer palestras mostrando a filosofia por trás do trabalho. Foram mais de 80 palestras pelo Brasil e fora dele.

O mote das palestras era: Novas perspectivas geram expansão de consciência, que geram a integração cósmica e o desejo de construção de um mundo melhor.  Hoje vejo que já era a semente da nossa metodologia aqui no Círculo: Conhecimento> Movimento >Transformação.

Percebi que as palestras em si traziam novas perspectivas para as pessoas, mexiam com o plano mental e despertavam um desejo de saber mais, mas ainda era pouco. As palavras que eu proferia não eram capazes de transportar todo o conhecimento. As palavras eram limitadas no sentido de expressar a grandeza da realidade que precisava ser comunicada. Foi quando pensei em começar a fazer, ao final de cada evento, um momento de sintonia.

A proposta era fazer uma excelente palestra e, ao final, levar as pessoas a atuarem nesse momento de imersão espiritual. Porque, em verdade, é a vivência dessa realidade o que de fato nos transforma.  Por isso digo que aula, evento, palestra, livro, curso, isso tudo é porta de entrada.

É na sintonia que nos comunicamos com a realidade dimensional sem palavras. É inexprimível. São vivências muitas vezes carregadas de símbolos, cores, forças, sentimentos, sons, que no mundo interior de cada um, movem o ser.

Facilitador Exoconsciente

Foi assim que comecei a perceber minha função como facilitador exoconsciente. Facilitador apenas, e não guia ou condutor, porque a jornada é trilhada individualmente. Eu apenas crio um ambiente propício. E foi então que nasceram muitos outros eventos, o Congresso do Círculo, por exemplo, todos com momentos de sintonia.

Nesse processo de facilitação, acessamos toda nossa sensibilidade. Comecei a absorver informações das dimensões sutis com processos de iniciação ­­que as pessoas tinham que viver. É um intercâmbio consciente com seres, humanidades e dimensões que confluem para aquele momento de sintonia. Isso aconteceu na prática. Eu começava a ver mentalmente situações que as pessoas tinham vivido no plano de fundo da minha consciência.

Porque cada situação que você viveu foi para construir esse ser humano que é hoje.

E com a consciência da importância de certos fragmentos da sua história, você os integra à sua biografia e se fortalece. Toda vez que você esconde um episódio da sua vida, com vergonha, age pela ignorância e medo, e fragmenta uma parte de você. É como se fosse um jarro com um buraco, sempre vai vazar água. Porque falta aquela peça da sua história, que está ignorada, escondida. Enquanto fizermos isso, jamais seremos capazes de sentir plenitude, porque a energia se esvai por esses buracos.

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati


Sintonia também é o nome de uma série de lives no YouTube em que você pode aprender mais sobre o tema. Assista aqui!

PARA ALUNOS:

Pratique os exercícios exclusivos de sintonia na plataforma

Respostas