fbpx

O processo evolutivo é, sobretudo, um processo de autoconhecimento (Reunião 19)

Participantes: Priscila, Iasmine e Juliano
Data:
1 de março de 2018

COMUNICAÇÕES

Olívia: Boa Noite! Tudo bem? Irmãos, apelo aqui para que todo o planejamento operacional da missão seja aperfeiçoado a partir da revisão do que vos temos dito nessa reunião. Há detalhes preciosos. Estaremos por perto por ocasião desta reunião, mas não se demorem. Abraços de luz, avante sempre! Da sua irmã que os estima e ao vosso lado caminha.  Seja louvado nosso senhor Jesus em todos os firmamentos onde brilha a sua luz.

Juliano: Oi, Olívia! Você já se apresentou porque sabe que estamos cheios de perguntas, né? Com relação à oficina de mediunidade, você sabe a nossa dúvida, certo? Estamos precisando ponderar isso.

Olívia: Assim como uma muda requer ambiente especialmente preparado para iniciar o seu ciclo de vida, a muda da oficina de mediunidade deve começar onde é mais propício para depois ser para cá transplantada, na fase 2.

Juliano: Você sabe que não estou confortável com esse projeto. As palestras e tal… Não sei se estou dando conta, não sei se quero.

Olívia: Juliano Pozati, tenha paciência. Não é o projeto, nunca foi. São os seus desdobramentos. Posicione-se de acordo com o seu sentir e baseado nos seus valores, o resto deixe conosco. Só para confirmar, vivem os médiuns nos domínios da mediunidade. Sobre embasamentos científicos contemporâneos, indicaremos oportunamente. Meus amigos, mais uma vez lhes peço a caridade de deixar essa luz brilhar sobre as reflexões do professor. Sua família será em breve amparada ostensivamente por nós com vias de lhe proporcionar o tempo e a tranquilidade necessárias. Um fraterno abraço.


Juliano: Otto, gostaria de saber por que eu e a Priscila sentimos cheiro de charuto essa semana. É alguma pessoa que nos queira falar? Também esteve na casa da minha mãe. Se for possível, que se utilize da prancheta.

Juliano: Otto está respondendo mentalmente. Ele diz que, devido às diferentes condições vibracionais, não é possível se manifestar na prancheta, apesar de ser possível produzir efeitos sensoriais. Não é motivo de preocupação, pois agem em nosso interesse, ligados à egrégora da umbanda. Não devemos estranhar a presença dele, é por conta dos terreiros que a mãe do Juliano está visitando e também devido aos lugares que o Vinicius está, essas vibrações são melhores.


Iasmine: Gostaria de perguntar ao Otto sobre nossa dúvida com relação aos números de regeneração do mal, pelo Apocalipse. Pelo que Juliano e eu conversamos no carro, o mal seria não fazer o bem. Pode compartilhar conosco sua experiência?

Otto: O processo evolutivo é, sobretudo, um processo de autoconhecimento. Entendimento de quem somos de fato, do que somos chamados a ser, como progredir nesta escala. Novas compreensões de bem e mal são incorporadas – não tão novas, mas mais amplas – desta forma, o entendimento dos pontos de luz que não vibram em divina luz é paulatino, até porque ainda estamos muito longe que se pode chamar de existência de tosa, conforme Rivail* especificou.

Iasmine: Eldorado é considerado um mundo de regeneração?

Otto: Não, somos aqui uma colônia espiritual de estudos e comunicação. Comece pelo mito do herói  à Luz de Emmanuel. O nome inteiro é “O Mito do Nascimento do Herói”.

*Referência a Allan Kardec

Respostas