O que é desenvolvimento integral do ser humano?

ser humano integral

A espiritualidade é um caminho de pavimentação do desenvolvimento integral do ser humano.

A ideia de desenvolvimento integral parece nova, mas remonta os gregos, que já pensavam o ser humano como multidimensional, composto por quatro elementos: terra, ar, água e fogo. Porém, foi acontecendo uma fragmentação da construção do conhecimento ao longo da história, a priori para uma melhor compreensão, mas depois por exercício de poder mesmo.

Você divide aquilo que quer dominar.  

Jesus falou que um reino subdividido não pode sobreviver. Uma nação cuja cultura está despedaçada é dominada. A principal técnica hoje de dominação geopolítica não é invadir as fronteiras, mas fragmentar a cultura de um país.

Ao longo do processo de construção do conhecimento da humanidade, tivemos essa separação, sobretudo, como uma resposta à opressão do cristianismo durante a Idade Média. No ocidente, a Igreja assumiu o papel da educação religiosa, limitada aos filhos dos nobres e orientada ao conceito de salvação.

Mil anos com esse domínio e veio a Revolução Iluminista, com René Descartes separando espírito e matéria.

Descartes vai falar que a pineal é o ponto de ligação entre a alma e o corpo. Mas, em uma tentativa de fazer ciência sem a interferência da igreja, ele estava sujeito ao dogma e não à observação da realidade. O iluminismo retoma o pensamento cientifico. E, com essa separação entre o cientifico e o religioso, nossa noção de aprendizagem se fragmentou. Gerou um abismo entre o que é a compreensão do espiritual e o que não é. Criamos um gap entre aprendizado e desenvolvimento. Nem todo aprendizado leva ao desenvolvimento. Às vezes, morremos na vala do acúmulo de informação. É a pessoa que lê, estuda, reúne muita informação, mas não consegue traduzir em conhecimento para a vida.

Esse gap é relevante, pois temos pessoas geniais no mercado de trabalho,  que estão colapsando emocionalmente. Isso porque estão fragmentando o conhecimento aplicado em certas áreas da vida, mas não têm uma consciência catalizadora que organiza as dimensões de maneira que leve esse conhecimento para todos os aspectos.

Com a revolução industrial, o mercado de trabalho precisava de gente que soubesse ler, escrever, fazer contas para operar máquinas.

E a pedagogia foi baseada para atender as demandas da indústria. Aprendemos tudo dividido por partes quando, em verdade, a física afeta a química e a química afeta a física. Nessa pedagogia das partes, também aprendemos a ver o ser humano separadamente, como em uma linha de montagem.

E sabe qual o problema disso? Você não é uma máquina, você é todas as peças e todas as partes simultaneamente.

A nossa medicina é reflexo disso. Quem cuida do fígado não cuida do coração, como se fossemos uma linha de montagem. Quando, na verdade, quem tem que ser tratado é o dono desse fígado e desse coração.

O ser humano é um ser integral. Não somos uma máquina. Nossa sociedade não é uma máquina.

Somos um organismo e não uma engrenagem. Precisamos parar de usar linguagem industrial para nos referirmos ao ser humano e a sociedade. Temos que superar a fragmentação que essa forma de pensar gerou até agora. Por isso também falo em dessacralizar a religião. Nós, seres humanos do tempo da transição planetária, temos a obrigação de libertar a espiritualidade do domínio da religião. Precisamos unir vozes e atitudes para declarar que a espiritualidade é um aspecto orgânico, psíquico e dimensional do ser humano integral. E, como tal, a espiritualidade necessita passar os limites do paradigma culto, clero, dia e templo para figurar como epicentro de ressignificação e ordenação de todos os centros da nossa vida.

Entender a espiritualidade para além do domínio religioso traz ela para o centro da ciência humana. E ela passa a atuar como um eixo organizador da vida.  Não como um dogma, mas com a liberdade da exoconsciência.

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati


Esse também foi o tema da live #DeBoa das 11:11. Confere em vídeo:

PARA ALUNOS:

No Módulo de Liberdade e Cocriação do Curso de [EXO]Realização, aprofundamos a ideia de ser integral e de espiritualidade dessacralizada.

Respostas