was successfully added to your cart.

Carrinho

Análise sobre este termo estranho que citamos em algumas aulas do Círculo.

Em algumas aulas do Círculo, citamos o termo psicóide. Ele pode parecer meio estranho no início, mas achamos pertinente colocar aqui para provocar a reflexão.

Psicóide é algo semelhante à psique, quase psíquico (mas não é nenhum desses dois por completo).

Com este termo Jung conota a profundidade do inconsciente coletivo e dos seus conteúdos (os arquétipos), que não é passível de ser abarcada pela imaginação.

Parece-me provável que a verdadeira natureza do arquétipo não possa ser levada à consciência, isto é, seja transcendente, motivo pela qual eu a defino ‘psicóide’”.

Para Jung, psicóide passou a ser um termo que descreve processos que são quase psíquicos, mas não o são propriamente. Os processos psicóides situam-se entre a energia vital somática e os puros processos corporais, por um lado, e os verdadeiros processos psíquicos, por outro.

“O número de frequências sonoras perceptíveis ao ouvido humano varia de 20 a 20.000 por segundo, e o comprimento de ondas luminosas visíveis vai de 7.700 a 3.900 angströms. Através dessa analogia, podemos imaginar facilmente que existe um limiar inferior e um limiar superior para os processos psíquicos e que, por conseguinte, a consciência, que é o sistema perceptivo por excelência, pode ser comparada à escala de percepção sensorial do som e da luz, tendo, como estes, um limite superior e um inferior. Acho que poderia ampliar essa comparação à psique em geral, o que seria exequível se nas duas extremidades da escala psíquica existissem processos psicóides.” – O.C. Vol. 8, parágrafo 367

Eu entenderia esse ponto como um excelente gancho para falarmos sobre mediunidade, já que psicóide é considerado como algo poroso, por onde os conteúdos “do além” penetram nossa consciência. Será que então podemos conectá-lo à pineal? Seria esse o indício de contato com a espiritualidade? Deixo aqui a reflexão e aguardo seus comentários!

Iasmine Pereira

Quem escreveu Iasmine Pereira

Jornalista, bruxona e Coordenadora de Comunicação da Pozati Filmes, Iasmine é parte do time do Círculo, uma galera que literalmente "sees dead people".

Mais posts de Iasmine Pereira

Faça seu comentário abaixo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WhatsApp chat