O que é viver em harmonia?

integração

É possível sim, viver em harmonia, e ser você mesmo.

“Entendemos a Harmonia como estado de reconciliação e integração de todas as polaridades a partir da elevação da consciência humana que, em última análise, objetiva a experiência de unidade com o Uno (retorno à unidade original), ou seja, de integração plena e absoluta com o TODO.”

Esse trecho acima é o início do texto Priorizando a harmonia perfeita, um conteúdo aberto do site do Círculo, que faz parte da nossa missão como escola. É a partir dele que vou falar um pouco sobre harmonia, usando a lei hermética das polaridades.

Na parte em que diz “… um estado mental de integração e reconciliação de todas as polaridades…”. O principal sobre polaridades é exatamente isso. Natureza comum, com expressão vibratória diferente. O reconhecimento da natureza é que nos possibilita reconciliar as polaridades.

Lembram? Quente e frio são duas polaridades opostas, com a mesma natureza de ser temperatura.

É a consciência que lança luz à natureza das coisas. E então todos os opostos podem ser conciliados.

Mas, por outro lado, a experiência de polaridade é necessária, porque saber o que não quer é o primeiro passo para saber o que quer. Quando a gente fala de reconciliação das polaridades significa encontrar o ponto que nos une. Esse ponto é a consciência essencial. Na medida em que evoluímos, vamos subindo e a polarização vai diminuindo.

Por que a polarização diminui com a evolução do ser?

Porque a consciência da natureza das coisas é o que faz com que as polaridades possam ser reconciliadas. Ao passo que nos integramos no todo passamos a acolher tudo dentro de nós como espelho. Não é questão de bem ou mal. Certo ou errado. É uma questão do que nos integra.

Conforme a consciência avança, a fragmentação vai virar integração. Você começa a perceber que nada está solto na sua história. Integração é aceitação e honra a todos os episódios que você viveu, por mais fragmentadores ou violentos que eles tenham sido. Eles têm lugar dentro da colcha de retalhos que é a sua vida.

É importante ter clareza dos conceitos nesse caminho de unidade, integração e comunhão:

  • Unidade – integrar o diferente (não é uniformização);
  • Integração – aceitação e honra (não é padronização);
  • Comunhão – eu escolho estar em comum com o todo (não é imposição).

Assim, começo a acolher o outro de verdade. Porque reconheço a sua natureza e sei que ele pode ser mais.

Como viver harmonia sem deixar de ser eu mesmo?

Só pensa assim quem confunde unidade com uniformidade. Ser quem você é significa viver em harmonia. São conceitos complementares. Quando você se molda a um ambiente, não está construindo harmonia. Alguém está impondo e você se adequando.

Harmonia são pássaros livres que voam atendendo a um sentido no céu. É liberdade para bater as suas asas. Sair da polaridade e encontrar o uno.  Se abrace, se acolha, se entenda. Com a consciência de que a natureza de todos nós é a mesma. Busque o ponto que nos une.

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati


Todo dia às 11:11 o Juliano está ao vivo no Youtube trazendo conhecimento, movimeto e transformação para sua vida. Confere a playlist.

Respostas