Prancheta é para principiantes! (Reunião 2)

Participantes: Priscila e Juliano
Data: 4 de setembro de 2017

Comunicações

[A prancheta escreve o nome Letícia na mesa.]

Juliano: Com quem você está ligada? Conectada?
Letícia: Sou amiga da Priscila da Inglaterra.
Juliano: De agora? Deste momento?
Letícia: De outra vida.
Juliano: Obrigada pela amizade que nutre desde então.
Priscila: Obrigada pela amizade, apesar de não lembrar conscientemente desta outra vida.


Joseph Lindemberg: Muito obrigado por terem passado o recado para o Euvaldo.
Juliano: Obrigado Joseph! Nós que agradecemos pela confiança e pela confirmação que foi para nós.
Joseph Lindemberg: Mérito.
Priscila: O Euvaldo ficou muito feliz também com a resposta para os questionamentos dele. É muito importante.
Joseph Lindemberg: O Euvaldo é um cientista do Mundo Maior. Estamos depositando muitas coisas no trabalho dele e é muito importante que vocês estejam próximos.
Juliano: A gente não vê a hora de ele vir aqui jantar. Tentar combinar um dia que ele estivesse aqui para que você falar diretamente com ele. O trabalho dele é muito solitário. Sempre que precisar socorrê-lo, a gente faz muita questão! É uma pessoa que a gente gosta muito.


Juliano: Você foi a primeira a nos falar do processo do Círculo.
Olivia: Estou responsável pela sintonia entre os Tutores que estão vindo, bem como pela condução da construção do programa pedagógico do Círculo.
Juliano: Então você é a “chefona”?
Olivia: Este conceito não cabe! Sou apenas a ponta de contato com vocês. Mas muita gente deste lado está trabalhando por isso. É um formato colaborativo comunitário.
Juliano: O que poderíamos fazer para melhorar de nossa parte? Pode nos apontar melhorias sobre o Módulo Fundamental?
Olivia: Sobre o Módulo Fundamental o General tratará direto com você.
Juliano: Estou com saudades de falar com o General pela prancheta.
Olivia: Desde a equipagem da pirâmide, o General falará com você somente por via telepática e não mais pela prancheta.

[Prancheta começa a se mover em círculos de forma involuntária. Forte sentimento da presença do General conosco. Ele começa a comunicação telepática com o Juliano.]

General Uchôa: Prancheta é para principiantes! (risos)

[Juliano comenta com o General que está preocupado com o Paulo e a Regina. Indaga sobre quando poderia ser a conversa deles com Liane, a neta recém desencarnada]

General Uchôa: Minha neta é uma moça muito valente! Ela já está pronta há algum tempo. Estamos aguardando o momento oportuno com o Paulo. Há uma confluência de eventos que estão sendo alinhados para que a data surja. Provavelmente em outubro, talvez mais adiante.


Élida: Meus queridos, eu amo muito vocês! Estou feliz porque agora, mais do que nunca, por conta do projeto, teremos a oportunidade de falar e estar mais próximos. Estou sempre na casa de vocês, no nosso lar. Vocês não tem ideia do tamanho deste projeto. Mesmo para nós, é difícil prever onde ele chegará!
Juliano: Élida, então nós temos um problema. Estou confiando que vocês sabem para onde estamos indo, agora você me diz que não sabe onde o projeto chegará? (risos). Você não conhece o projeto todo?
Élida: Não. O projeto do Círculo vem de esferas superiores. Quem transita livremente entre o nosso plano e essas esferas é o nosso amigo General. É ele quem está à frente disso e responde diretamente a esse plano. Nem nós, que estamos trabalhando na esfera imediata à de vocês, temos completa noção do tamanho do projeto.


Vó Cila: Onde estou tem um jardim de rosas muito grande. Toda vez que eu os visito, passo por lá e apanho uma meia dúzia para lhes perfumar a alma.
Priscila: Vó, a senhora já encontrou o tio Márcio e o Vinícius?
Vó Cila: O Márcio sim, já encontrei e ele está bem. O Vinícius ainda não foi possível, pois o estado dele demanda mais cuidados. Sugiro que vocês mantenham orações e vibrações porque, no lugar onde ele está, as orações funcionam como uma espécie de soro no tratamento.

[Oramos pelo Vinícius]

Juliano: Dona Cila, a senhora quer falar alguma coisa para a Dona Ieda? O rosto dela surge na minha tela mental.
Vó Cila: Diga à Ieda que tenho orgulho de todos os filhos que criei, mas ela especificamente é como uma rosa formosa, uma mulher forte, uma mãe exemplar, e que eu tenho orgulho pela mulher que ela se tornou. E manda um abraço ao sortudo do Roberto. [Risos*]
Priscila: Vó, você vê que o João Pedro sempre fala da senhora nas orações?
Vó Cila: O João é um menino de ouro… a pequena também.


Comentários

  • Quando fizermos constar [Risos*] é porque após a fala, a prancheta se movimentou rapidamente para cima e para baixo. É um sinal combinado para sabermos quando estão #rindoalto do lado de lá.
  • O General comenta sobre a disposição espiritual de sua neta, após o desencarne. Os pequenos recados foram posteriormente confirmados pelo General Paulo e conversa particular.
  • Chamamos a atenção para o comentário da Élida sobre o projeto do Círculo, que muito nos surpreendeu e confortou.
  • Vale também a pena destacar o testemunho de Dona Cila quanto ao poder da oração, na condição de intercâmbio mental entre realidades.

Artigos relacionados

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *