foi adicionado ao seu carrinho de compras.

Carrinho

Os subplanos do astral podem ser agrupados em três classes, a primeira formada pelos 1º, 2º e 3º subplanos, a segunda pelos 4º, 5º e 6º; e a terceira pelo 7º sub-plano, que é o mais denso.

A primeira classe (1º, 2º e 3º subplanos) do plano astral é a mais afastada do mundo físico, portanto menos material é também chamada de “terra do sol”, céu, paraíso celeste etc.

A segunda classe (4º, 5º e 6º subplanos) do plano astral é corresponde ao plano físico onde está focada a nossa consciência objetiva, sendo que o 6º sub-plano é semelhante à vida na superfície do planeta terra.

A terceira classe (7º sub-plano) corresponde à região infernal (“infera” = in de interior + fera de esfera), dentro da esfera ou globo, abaixo da superfície, onde o sol não penetra, perduram às trevas e tudo o que possa de bom e belo não pode ser percebido. Não esqueçamos que se trata de um estado de consciência grosseiro, repugnante e doloroso criado pelo próprio homem.

Quando o homem encarnado encontra-se atuando no plano astral, podemos dizer que sua consciência está “astralizada”, projetada, desdobrada ou em estado alterado. Ele pode, ainda, estar consciente, semiconsciente ou inconsciente e/ou adormecido.

Após o desencarne ou morte física, a consciência hominal, desprovida do seu veículo de ação (corpo físico), passa a viver temporariamente em corpo astral no plano astral, que posteriormente (após a passagem para o plano mental) é também descartado.

O homem pode direcionar sua consciência para o corpo astral e interagir com o ambiente e demais entidades astrais, vivenciando, registrando e assimilando informações, experiências e aprendizado. A atuação de cada ser no plano astral pode variar segundo o seu grau evolutivo, podendo ser negativa, destrutiva e egoísta ou positiva, construtiva e altruísta. Quando inconsciente (normalmente durante o sono), a consciência vaga pelo astral encontrando as entidades que lá habitam e as egrégoras às quais se afiniza pelas suas crenças, atitudes e pensamentos, recordando-se posteriormente da experiência como sonhos ou pesadelos.

Sendo muito mais sutil, a matéria astral se mistura na matéria física, o que implica no fato de que as vibrações emanadas por ambas influenciam-se mutuamente. Um corpo físico purificado ajudará na purificação do corpo astral. Um corpo astral purificado terá acesso aos subplanos mais sutis do astral impregnando-se com vibrações relativas a sensações e emoções mais elevadas que auxiliam na purificação do corpo físico.

O plano astral ou emocional é o plano ou dimensão regido pelas emoções, gostos, crenças e desejos que criamos e nutrimos ou nos são impostos e sugeridos. Portanto, o que encontraremos após o nosso desencarne, em nossa marcha evolutiva, será o fruto daquilo que tivermos cultivado nesta fase terrena de nossa existência.

Redação

Quem escreveu Redação

Mais posts de Redação

Faça seu comentário abaixo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.