Ternário e Setenário: que divisões são essas?

Como falamos no primeiro artigo dessa série, há duas formas de fazer a divisão dos corpos:

  • Ternário: Corpo físico + Alma (Perispírito) + Espírito.
  • Setenário: em que as subdivisões em sete corpos se correlacionam com os chacras e esclarecem em que plano corporal ficam gravadas as reminiscências, ou o karma.

Por aqui chamamos de corpos astrais, mas são inúmeros os termos utilizados para expressar a constituição do homem setenário: corpos espirituais, corpos ou dimensões psíquicas, níveis mentais ou consciências, planos de existências e por aí vai.

A explicação do ternário é simples, mas não entrega justificativas para a maioria dos fenômenos psíquicos do mediunismo. Por ser mais completo e desdobrar os conceitos do ternário, o setenário permite compreender esses fenômenos com mais nitidez, abrindo possibilidades de questionamentos em campos como curas milagrosas, presciência e recordações de vidas passadas…

Há inúmeros anos, os antigos magos empregavam os seus conhecimentos espirituais a respeitos dos sete corpos no tratamento de enfermos, investigações psíquicas e também manipulação da natureza. Aplicavam também forças mentais magnéticas em candidatos à iniciação, separavam e destacavam componentes do setenário (corpos invisíveis) para desenvolver “poderes” como a clarividência.

Outro fator importantíssimo é a relação do setenário com os chakras, também chamados de centros de força (vamos aprofundar esse estudo após essa série. Aguardem!) e com a aura humana. Em casos de doenças e obsessões, essa ligação nos permite investigar as causas e curas, avaliando não só o corpo físico, mas toda a estrutura energética do paciente e seus corpos.

Podemos, ainda, separar os sete corpos de duas formas:

Corpos espirituais (Átmico, Búdico, Mental Superior, Mental Inferior e Astral) e materiais (Etérico e Físico).

Existe também outra divisão:

  • Tríade Divina, o Eu, que diz respeito à individualidade. Corpos: Átmico, Búdico e Mental Superior.
  • Quaternário Inferior, que e tratam do Ego, da personalidade. Corpos Mental Inferior, Astral, Etérico e Físico.

Lembrando que os corpos Físico e Etérico se perdem após a morte. Os demais, por serem Espirituais, são “abandonados” gradativamente na medida em que o ser evolui até se tornar espírito puro.

Breve resumo sobre os corpos:

Corpo Átmico: espírito essência ou centelha divina. Idiogênese* diretriz e formativa, princípio fundamental e coordenador.

Corpo Búdico: composto pelas três almas: moral, intuitiva e consciencial, veículos e instrumentos do espírito.

Corpo Mental Superior: memória criativa. Pode ser percebido pela vidência.

Corpo Mental Inferior: alma inteligente, mentalidade, associação de ideias. Sua aura ovalada envolve todo o corpo e pode ser registrado por fotografias ou percebido pela vidência.

Corpo Astral: emocional, sensibilidade geral, instinto, emoções passionais. Todos os espíritos que incorporam em médiuns o possuem. Já aqueles que não têm este corpo em virtude de sua evolução, se comunicam via intuição mental.

Corpo Etérico: alma vital, vitalidade prânica. Reproduz o formato do corpo físico.

Corpo Físico: carcaça de carne, onde se somatizam impulsos desarmônicos oriundos dos demais corpos, em forma de doenças, desajustes ou desarmonias.

* Origem espontânea sem causa evidente. Formação dos corpos que expressam a consciência individual.

Respostas