Transformando toda energia potencial derramada nos eventos em energia cinética (Reunião 42)

Participantes: Fernanda, Iasmine, Juliano e Priscila
Data:
9 de outubro de 2018

COMUNICAÇÕES

*Não se identificou: (psicografia Iasmine) Obrigado, irmãos, por todo amor que dispensaram neste momento. Boa noite


Júlio Almeida: Todos vocês têm razões de sobra para comemorar este primeiro cronograma de eventos cumpridos. Foi demais, um belo primeiro ano! Para comemorar, nada melhor do que socorrer quem precisa, transformando toda energia potencial derramada nos eventos em energia cinética, em movimento do amor, em amor-movimento. Como nos diz o nosso Heitor: sigamos em frente, que atrás vem gente. Peçamos a Jesus pela Bel hoje e sempre.

Juliano: Quem é Julio, Francisco?

Francisco: É irmão recém restaurado após longo tratamento nos umbrais inferiores. Foi recebido em nosso núcleo de trabalho e pediu para excursionar junto com um grupo de amigos na reunião de hoje. São interessados em cooperação, pois que foram motivados em palestra do general aqui em Eldorado.


Priscila: Francisco, queria saber de hoje, sobre aquela clínica que acabei saindo. Fiz bem?

Francisco: Fez.


Fernando: Boa noite, Juliano e meninas superpoderosas, que o super poder destes heróis da nova consciência seja o amor sincero que busca despertar no outro o seu melhor, como nos ensinou o verdadeiro professor Xavier.

Juliano: Como é seu nome, querido?

Fernando: Fernando.

Juliano: Você desencarnou do que mesmo, Fernando?

Fernando: Tinha 16 anos, de leucemia.

Juliano: Você que era de Jundiaí? Eu lembro de você em Belo Horizonte.

Fernando: Ouvi sua palestra no encontro dos Guardiões. Vocês estão a poucos passos de conhecer minha mãe, vocês saberão quem é. Ela virá, com a graça de Jesus, para o Círculo. Ela é demais.

Iasmine: Ela chama Maria por acaso?

Juliano: Chama. Ele tentou, passou o telefone dela na primeira reunião, mas não conseguimos contato. Ele desencarnou bem novo. Tenho a percepção de que eles moram naquele bairro que fica entre a 9 de julho e a Rua do Retiro. Sinto a região, eu me vejo naquelas ruas porque fui fazer uma aula-teste de squash. Fernandão, obrigado por você continuar acompanhando esse trabalho! Talvez você possa daí ajudar no projeto da Shellyana, que é com um público mais descolado.


[Prancheta vai até Priscila]

Juliano: Ele escreveu “oi, tudo bem?”, e ainda escreveu invertido. Ele está tentando escrever o nome. Escreveu Yosef.

Priscila: Oi Yosef, tudo bem?

Yosef: Muito para falar, mas você não ouve.

Juliano: Normal, Yosef. Ela não para de falar.

Priscila: Desculpa, Yosef. Meus canais, vou tentar desbloqueá-los.

Yosef: Sim, precisa. Logo.

Priscila: O que preciso fazer?

Yosef: Livro novo marido.

Juliano: É o livro sobre o diário espiritual.

Yosef: In Cha’ Allah!

Iasmine: Eu vi ele com turbante, narigão, batas compridas, cabelo grande e preto.

Juliano: Sim, isso mesmo. Sobrancelha farta, bem mouro. E ele falou com carinho, de mentor espiritual mesmo.


[Chamando Fernanda a mesa]

Celina: Oi, Fefa! Celina.

Juliano: Achei que era a Cecília.

Vó Cila: Mas a Cecília também está aqui. Ela é quem escreve.

Juliano: Achei a sua letra bem redondinha mesmo, diferente da letra da Dona Celina.

Fernanda: Quanto tempo!

Cecília: Tempo por quê? Estou na sua casa todo dia. Crianças, uma hora ainda aprendem…Fé e força. Sempre avanti.

Juliano: Hoje está engraçado, que saudades estava disso.

Iasmine: Ninguém comeu carne hoje no jantar.


Fiquem com Deus. Francisco e Otto.

Respostas